breadcrumbs

Cirurgia do sorriso gengival

unnamed

20.03.2021 | POR: Fabricio

Cirurgia do sorriso gengival

Um sorriso perfeito está totalmente atrelado à saúde bucal e à estética. E quando falamos em estética, não referimos apenas aos dentes. Uma gengiva bonita e saudável faz toda a diferença em um sorriso. O problema é que, às vezes, ela fica mais exposta do que o normal. A essa situação damos o nome de sorriso gengival, e é perfeitamente possível solucionar esse desconforto.
Este artigo foi pensado para você que se incomoda com a sua gengiva, principalmente na hora de sorrir.  Você sente que seu sorriso não é tão bonito porque suas gengivas aparecem mais do que você gostaria? Você não gosta de sorrir nas fotos?
Se essas situações fazem algum sentido para você, leia o nosso texto e saiba como você pode aumentar a sua autoestima resolvendo, de uma forma simples, definitiva e rápida, o problema do sorriso gengival.
Separamos aqui as principais dúvidas sobre este assunto para que você se sinta mais confortável em investir no seu bem-estar, na sua autoestima e autoconfiança com a Expodonto, referência em atendimentos de excelência para os seus clientes.

O que é o sorriso gengival

Como já foi dito, o sorriso gengival nada mais é do que uma superexposição da gengiva ao sorrir ou falar.  Essa exposição pode acontecer tanto na arcada superior, quanto na inferior, juntas ou não. Mas é mais comum na parte de cima.
Não existe uma causa específica causadora do sorriso gengival. Ela pode ser tanto genética, quanto em decorrência de processos os quais o paciente é submetido, como uso de medicamentos, aparelhos ortodônticos, além de inflamações gengivais.
E não raro são diagnosticadas mais de uma causa.

Como saber se tenho sorriso gengival

Do ponto de vista estético, o limite de exposição da superfície dos dentes anteriores é de 85%. Isso significa que o recomendado seria que apenas as gengivas que ficam entre os dentes apareçam ao sorrir ou falar.
Mas ainda assim, considera-se esteticamente harmônico o sorriso em que, mesmo nessas condições, as gengivas apareçam 1 a 2 mm acima dos dentes.
Agora, o melhor parâmetro é, de fato, o seu bem-estar e o quanto as suas gengivas o incomoda.
Se ao sorrir, você não se sente totalmente à vontade e tem vergonha daquele que é para ser o gesto mais espontâneo e bonito do ser humano, talvez seja a hora de considerar um tratamento.
A Expodonto, por meio da sua equipe de profissionais capacitados, oferece a você a solução e a garantia de tratamentos estéticos e funcionais para que você se orgulhe do seu sorriso e não sinta desconfortos em nenhuma ocasião.
Vamos falar das cirurgias para a correção do sorriso gengival mais adotadas por aqueles que não abrem mão do sorriso esculpido.
Cirurgias para correção do sorriso gengival

Gengivoplastia

É o procedimento mais simples dentre os propostos para a correção da gengiva que consiste na remoção de seu excesso.
A cirurgia é feita no próprio consultório do dentista e em uma única consulta. Contudo, antes do procedimento, o profissional deve solicitar os exames necessários para que, estando o paciente apto à cirurgia, o tratamento seja iniciado.
Com uma anestesia local, é feito o recorte da gengiva alinhando-a mais harmoniosamente com os dentes. De modo geral, é um procedimento que não necessita de dar pontos.

A recuperação

O pós-operatório da gengivoplastia é relativamente simples. Após a cirurgia, o paciente já é liberado para ir para casa, mas é preciso que fique em repouso de 1 a 3 dias para evitar o surgimento de edemas. As atividades físicas devem ser suspensas por 7 dias também.
Outra recomendação é a ingestão de apenas alimentos frios ou gelados, moles (pastosos) ou líquidos pelas próximas 24 horas, como sorvetes e açaí, por exemplo.
Nas cirurgias em que, por algum motivo, fez-se necessária a sutura, como no caso do corte no freio labial, os pontos são retirados em cerca de 7 a 10 dias.
Ainda é preciso ter cuidado na escovação e higienização local, seguindo as orientações repassadas pelo profissional. Analgésicos e anti-inflamatórios também costumam ser prescritos para minimizar os desconfortos decorrentes da gengivoplastia.

Quem usa aparelho pode fazer gengivolpastia?

Nada impede que quem use aparelho ortodôntico faça a cirurgia de correção nas gengivas. Aliás, durante o tratamento com o aparelho, podem surgir inflamações que ocasionarão no aumento considerável da gengiva.
Sendo assim, a gengivoplastia pode ser indicada sim. Mas para fins estéticos, se faltar pouco tempo para a retirada do aparelho, é melhor aguardar e fazer a gengivoplastia ao final, dando um trato geral no sorriso.

Contraindicações para a realização da gengivoplastia

Apesar de ser uma cirurgia relativamente simples, a gengivoplastia tem algumas restrições.
Pessoas que apresentam algum tipo de doença periodontal como cáries, gengivite, periodontite, devem, primeiro, tratá-las para, então, submeter-se à cirurgia de correção da gengiva.
A plástica gengival também é contraindicada para pacientes com pouca profundidade do sulco gengival e que apresentem mal posicionamento dos dentes. Grávidas, fumantes e pacientes em tratamento quimioterápico também não devem realizar a cirurgia.

A gengivectomia

A gengivectomia também é um procedimento cirúrgico para a correção do sorriso gengival. Apesar de tratar do mesmo problema, ela difere em partes da gengivoplastia.
Na cirurgia de gengivectomia, além do excesso da gengiva, retira-se também parte do osso dos dentes, que colabora para o sorriso gengival.
Somente um especialista poderá orientar o paciente sobre qual procedimento é mais indicado em cada caso. Por isso, é importante contar com profissionais qualificados.
A cirurgia de gengivectomia pode ser realizada com ou sem sutura, a depender do caso. O pós-operatório segue as mesmas condições da gengivoplastia, entretanto, se a técnica escolhida for a que necessita de pontos, o paciente poderá estender o repouso por mais uma semana.
Isso porque, durante esses dias, um material de proteção é colocado junto às gengivas operadas para que os pontos de sutura não sejam removidos durante a mastigação. Esse material pode ou não ser visível, dependendo do reposicionamento conseguido, por isso o repouso estendido deve ser levado em consideração, pois pode afetar a aparência nas atividades diárias.

Conclusão

Tanto a gengivoplastia quanto a gengivectomia são cirurgias para correção do sorriso gengival. O objetivo é deixar o sorriso esteticamente mais harmônico retirando o excesso de gengiva.
São procedimentos relativamente simples, e com altos índices de satisfação dos nossos pacientes da Expodonto.
Se você pensa em transformar o seu sorriso e se incomoda com exposição exagerada da sua gengiva, entre em contato agora mesmo, marque uma avaliação, e seja recebido (a) pela Equipe Expodonto, pronta e capacitada para tirar todas as suas dúvidas e entregar a você as melhores soluções estéticas e funcionais para o seu sorriso.

RELACIONADOS

siso
  • 03.04.2018 | POR: Fabricio

Dentes Sisos, Quando e Por Que Extraí-los

Os terceiros molares ou também chamados de sisos são os últimos dentes a entrarem em erupção (nascimento) na boca e estão localizados o mais afastado no arco dentário. Para que ocorra sua erupção correta, deve-se haver um bom desenvolvimento ósseo para dar espaço a eles. Os dentes que não completaram sua erupção dentro de um […]

leia mais
282485-duvidas-sobre-o-dente-do-siso-solucionamos-as-x-principais-perguntas-746x413
  • 18.03.2021 | POR: Fabricio

Cirurgia do dente siso: dicas para um pós-operatório tranquilo

No imaginário coletivo existe a ideia de que a cirurgia do dente siso é algo extremamente  complicado e, no fundo, todo mundo acaba tendo um certo medinho de passar por ela. Também chamado de “dente do juízo”, o siso costuma dar as caras na fase entre os 16 e, até tardiamente, os 25 anos. Muito […]

leia mais
8b0dca3b357fcee94cf1b8a6c08994ea_XL-746x413
  • 22.03.2021 | POR: Fabricio

O que são os Fios de Sustentação Facial e para que servem

Volume, contorno, sustentação, viscosidade, suavidade estão entre as características de um rosto com aparência saudável e jovial. E quem não gostaria de tê-lo assim a vida toda, não é mesmo? Mas o processo de envelhecimento é natural e, infelizmente, vai pegar a todos nós. Com ele, nossa produção de colágeno diminui e todas essas características […]

leia mais

NEWSLETTER

Receba dicas em seu email